Panozon

Esse é o conteúdo alternativo

O ozônio

O ozônio é produzido no local, a partir do ar ambiente, não necessitando de compra, transporte, armazenagem e manipulação de insumos. Sua geração é automática, com custo de operação em geral inferior ao do uso de produtos químicos.

Onde podemos utilizar ozônio?

Para piscinas residenciais e comerciais
Nas piscinas, o ozônio elimina os desconfortos causados pela cloramina, como pele e cabelos ressecados e ardência nos olhos. É ideal para pessoas com rinites e alergias respiratórias ou de pele, além de proporcionar a sensação de nadar numa piscina natural. O ozônio Panozon é utilizado nas melhores academias, clubes, condomínios, SPAs, hotéis, clínicas de hidro/fisioterapia e colégios de todo o país. Confira!

Para Caixas d’água
Trata a água da caixa d’água de seu condomínio ou de sua residência, prevenindo o contato de sua família com microrganismos presentes na água, nos momentos de banho, higiene bucal e cozimento de alimentos. Confira!

Para Indústria
A Panozon produz sistemas móveis e fixos de geração, aplicação e transferência de ozônio para a água e o ar, utilizados em processos de sanitização e desinfecção em geral. Estes sistemas foram projetados para atender as indústrias químicas, cosméticas, farmacêuticas, frigoríficos, abatedouros e muitos outros segmentos. Em qualquer processo oxidativo, seja para uma determinada reação química, seja para eliminar microrganismos e contaminantes, o ozônio pode ser utilizado de forma muito eficiente, sendo até 3.120 vezes mais eficaz que produtos químicos oferecidos no mercado.

Veja alguns exemplos de aplicações da tecnologia Panozon: Torres de resfriamento, Lavagem de alimentos, Desinfecção de água e efluentes (ETE e ETA), Desinfecção de vasilhames, Abatimento de metais (água de poço e processos industriais), CIP – Clen In Place (fase de desinfecção), Abatimento de odores, Tratamento de água de chuva.

Para saneamento
A Panozon oferece sistemas de geração de ozônio para tratamento de água de concessionárias.

 

O que é?

O ozônio (O3), conhecido como oxigênio ativo, é um poderoso bactericida, algicida, fungicida e viricida (destrói esses microrganismos até 3.120 vezes mais rápido que o cloro), além de ser reconhecido como o mais seguro e eficaz método de tratamento de água do mundo, com aplicações em indústrias, piscinas, águas municipais, medicina e odontologia.

Outra vantagem é que os microrganismos não desenvolvem resistência ao ozônio, como acontece com os antibióticos em geral, garantindo a eficiência do processo a longo prazo. O ozônio também é produzido no local, a partir do ar ambiente, não necessitando de compra, transporte, armazenagem e manipulação de insumos. Sua geração é automática, com custo de operação, em geral, inferior ao uso de produtos químicos.

 

Por que é bom utilizar ozônio?

Aplicado na desinfecção da água, o ozônio faz o papel de agente microbiológico e oxidante, ou seja, é o único que combate todas as sujeiras existentes na água da piscina como: bronzeadores, óleos, hidratantes, maquiagem, filtros solares, fluídos do corpo, cabelos, suor, urina, fezes, secreções, vírus, bactérias, protozoários, algas e fungos.

Além disso, um dos principais diferenciais do ozônio é que ele elimina também as cloraminas (substância produzida a partir da reação do cloro com as impurezas presentes na água), que são as verdadeiras vilãs das piscinas, pois agravam problemas alérgicos e respiratórios, causam ardência nos olhos, ressecamento na pele e nos cabelos, descamação do esmalte das unhas, além de deixar cheiro desagradável na água e no corpo.

 

Ozônio no mundo

O conhecimento dessa tecnologia é recente no Brasil porque os equipamentos eram fabricados e comercializados somente fora do país. Desde a entrada da Panozon no mercado em 2001, foi possível desenvolver o mercado brasileiro com uma tecnologia confiável, eficiente e 100% natural. Isto possibilitou o rápido crescimento do ozônio no mercado de piscinas, tornando-o a principal alternativa no tratamento convencional do cloro.

A tecnologia do ozônio para o tratamento de água é antiga. A cidade de Nice, na França, criou a primeira planta para a purificação de água para beber, utilizando a tecnologia ozônio já em 1906. Além disso, o ozônio é usado para o tratamento de água de piscinas residenciais, clubes, academias, hotéis, spa´s e ofurôs há mais de 40 anos em países como Estados Unidos, Alemanha, Canadá e França.

Selos

Senha